Palmeiras bate Inter e larga na frente por vaga nas quartas de final da Copa do Brasil


157 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 18/05/2017 às 00:11
Palmeiras bate Inter e larga na frente por vaga nas quartas de final da Copa do Brasil Cesar Greco/Divulgação Agência Palmeiras

FUTEBOL - O Palmeiras largou na frente por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira (17), ao derrotar o Internacional-RS, por 1 a 0, em partida realizada no Allianz Parque, pela ida das oitavas de final da competição nacional. O único gol do duelo foi marcado por Léo Ortiz, contra.

Com o resultado, o time alviverde joga por um empate no jogo de volta, marcado para o dia 31 de maio, às 21h45, para sair classificado. Já o Colorado precisa vencer por dois gols de diferença para avançar.

Antes disso, o Verdão volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro, onde enfrentará a Chapecoense, no próximo sábado (20), às 19h, na Arena Condá.

O jogo
O Internacional começou o jogo impedindo que o Palmeiras exercesse a famosa pressão habitual de quando atua dentro do Allianz Parque. E por muito pouco não surpreendeu o adversário logo aos 12 minutos. D’Alessandro cobrou escanteio para dentro da área da equipe paulista. Borja tentou cortar e mandou na trave. No rebote, Marcelo Cirino chutou e o próprio atacante alviverde tirou em cima da linha.

Após o susto, o Palmeiras acordou e começou a envolver a equipe gaúcha. A pressão deu resultado e os donos da casa abriram o placar. Aos 32, Felipe Melo acionou Willian em velocidade. O atacante foi para a linha de fundo e cruzou para Léo Ortiz mandar contra as próprias redes.

O Verdão ainda teve a chance de ampliar antes do intervalo, com Borja, que driblou o goleiro, mas chutou na trave.

No segundo tempo, o duelo foi um pouco mais equilibrado. Sem querer se expor, o Colorado pouco ameaçava o gol defendido por Fernando Prass. Já o Palmeiras teve a sua melhor chance com Willian, que exigiu uma grande defesa do goleiro Daniel.

O Inter, por sua vez, conseguiu assustar apenas nos minutos finais, e novamente na bola parada. D’Alessandro cobrou falta na cabeça de Rodrigo Dourado, que mergulhou, mas ficou na defesa de Prass.