Com um a menos desde o 1º tempo, Santos arranca empate heroico em La Paz e avança na Libertadores


98 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 17/05/2017 às 22:14
Com um a menos desde o 1º tempo, Santos arranca empate heroico em La Paz e avança na Libertadores Divulgação/Conmebol

FUTEBOL - Heroica! Assim pode ser definida a atuação do Santos contra o The Strongest (Bolívia), na noite desta quarta-feira (17), em La Paz. Mesmo jogando desde os 22 minutos do primeiro tempo com um jogador a menos – o atacante Bruno Henrique foi expulso –, o Peixe conseguiu superar as adversidades de jogar na altitude de 3.660m da capital boliviana, após sair atrás no placar e, mesmo assim, buscar o empate em 1 a 1 no Estádio Hernando Siles, que lhe classifica para as oitavas de final da Copa Libertadores da América.

Com o resultado, o time de Dorival Júnior chegou aos nove pontos no grupo 2. A classificação antecipada veio porque o Strongest, segundo colocado da chave com oito pontos, enfrenta o Santa Fe (Colômbia), terceiro, com sete, na próxima rodada.

As duas equipes voltam a campo na próxima terça-feira (23), às 21h45. The Strongest vai até Bogotá para visitar o Santa Fe, enquanto Santos recebe o Sporting Cristal (Peru), na Vila Belmiro. Os jogos serão válidos pela sexta e última rodada da primeira fase. Antes da Libertadores, o time praiano recebe o Coritiba, no sábado (20), às 21h45, também na Vila, pelo Campeonato Brasileiro.

O jogo
Desde o apito inicial, o Santos percebeu que não teria uma vida fácil. Com cinco minutos, Chumacero deu um lindo drible em Leandro Donizete e chutou forte para boa defesa de Vanderlei. No escanteio, a bola sobrou para Marteli, que empurrou para o fundo do gol, mas teve o seu tento anulado, pois a arbitragem assinalou impedimento no lance.

O Peixe poderia ter saído na frente no marcador, mas o árbitro ignorou o empurrão sofrido por Vladimir Hernández dentro da área. O juiz ignorou o protesto dos atletas santistas e, ainda por cima, deu cartão amarelo a Bruno Henrique por reclamação.

Aos 11, os donos da casa quase abriram o placar. Chumacero roubou a bola de Copete no campo de ataque, levou até o fundo e cruzou para trás. Sem marcação, Alonso só tinha o trabalho de chutar para o gol, mas furou a bola, para a sorte da equipe praiana.

Tudo ficou mais complicado para o Santos aos 22, quando Bruno Henrique recebeu o segundo cartão amarelo após falta em Chumacero e foi expulso.

Com um a mais em campo, o The Strongest foi para cima e passou a encontrar mais espaços. Os bolivianos conseguiram o seu gol aos 39. Chumacero recebeu pela direita, driblou Vanderlei e concluiu com tranquilidade. Lucas Veríssimo ainda tentou cortar, porém a bola foi para o fundo das redes.

No segundo tempo, o jogo ganhou em emoção. O Strongest teve boa oportunidade aos seis, mas Pablo Escobar furou e na sobra Chumacero isolou.

Com o seu time em desvantagem, Dorival procurou dar mais ofensividade com a entrada de Kayke e conseguiu. Aos 22,Lucas Lima apareceu ao fazer linda jogada e encontrar Vitor Bueno entrando livre no meio da grande área. Rápido, o meia se desvencilhou da marcação e completou para o gol: 1 a 1.

A partir do empate, a partida ficou ainda mais dramática. Com o empate garantindo a sua classificação, o Santos passou a apenas marcar e a equipe boliviana foi com tudo para cima.

Aos 37, os donos da casa tiveram sua melhor oportunidade para sair com a vitória. Pedrozo recebeu pela esquerda e foi derrubado por Vanderlei dentro da área. Após muita provocação dos dois lados, na cobrança de pênalti, Pablo Escobar pegou errou a ‘cavadinha’ e pegou muito embaixo da bola, isolando a chance de dar o triunfo para o The Strongest.