Novo colunista do Santos FC, Léo aborda "fantasma da altitude" em sua estreia no #Santaportal


8 dias atrás
Por: Léo/Ex-jogador do Santos FC - Em 17/05/2017 às 12:03
Novo colunista do Santos FC, Léo aborda "fantasma da altitude" em sua estreia no #Santaportal Divulgação/Tatica Assessoria

Muito prazer!

Neste nosso primeiro contato aqui no #Santaportal, gostaria de agradecer ao convite feito pelo jornalista Rodrigo Martins, editor do portal. Para mim, é um grande prazer utilizar esse espaço como um canal de comunicação com o torcedor santista e toda a comunidade da Baixada para falar um pouco sobre minhas experiência como atleta e a atualidade do nosso querido Santos Futebol Clube.

Dessa vez, vou abordar sobre o jogo que o Alvinegro Praiano irá fazer nesta quarta-feira (17) diante do The Strongest, na Bolívia, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. Uma partida decisiva, que pode garantir a classificação antecipada da equipe para as oitavas de final.

Como todos sabem, tão ou mais difícil que o adversário, será a altitude da capital boliviana. Já tive a oportunidade de jogar algumas vezes nessas condições e sei o quanto é complicado para o atleta manter o ritmo durante os 90 minutos. Sem falar na velocidade da bola, que é maior nesses lugares e, algumas vezes, acaba confundindo o jogador no momento de um chute ou na hora de fazer um passe.

O time terá que jogar com a cabeça, evitando cair na armadilha do The Strongest, de impor correria e desgastar os jogadores, principalmente no segundo tempo.

Confio na qualidade da equipe santista, muito superior em relação aos bolivianos.

Jogando com aplicação, mas acima de tudo com inteligência, o Peixe irá conquistar um resultado positivo. Se possível com o passaporte sendo carimbado para a próxima fase da Libertadores.

Era isso, nação santista.

Um grande abraço e até a próxima!

Perfil
Leonardo Lourenço Bastos, o Léo, nasceu em Campos dos Goytacazes-RJ, mas é santista por adoção. Disputou 456 jogos e marcou 24 gols em suas duas passagens pelo Santos, entre os anos de 2000 e 2005 e de 2009 a 2014. O ídolo também ostenta a condição de maior campeão pelo Alvinegro após a chamada Era Pelé, encerrada em 1974, com oito títulos: uma edição da Libertadores (2011), uma Recopa Sul-Americana (2012) e uma Copa do Brasil (2010), além de dois Campeonatos Brasileiros (2002 e 2004) e três Paulistas (2010, 2011 e 2012).