Unisanta tem 5 convocados e é a segunda a ceder mais atletas para seleção que irá disputar Mundial


218 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 11/05/2017 às 20:48
Unisanta tem 5 convocados e é a segunda a ceder mais atletas para seleção que irá disputar Mundial Reprodução/Instagram CBDA Oficial

NATAÇÃO - A seleção brasileira de natação para o 17º Mundial de Desportos Aquáticos da FINA, em Budapeste, de 23 a 30 de julho, na Hungria, foi definida, nesta quinta-feira (11). A Universidade Santa Cecília (Unisanta) teve cinco de seus atletas convocados para a disputa. Um técnico da equipe ceciliana também foi chamado pela seleção.

Em reunião realizada na sede da CBDA, com a presença do Coordenador geral de esportes, Ricardo Prado; do Coordenador de natação, Rômulo Noronha; e dos Coordenadores das equipes masculina e feminina de natação do Brasil, respectivamente, Alberto Silva e Fernando Vanzella, foi decidida a convocação pelo critério estabelecido previamente no boletim 244, do dia 21 de novembro de 2016.

Assim sendo estão convocados os oito melhores índices técnicos em provas olímpicas, somados o Torneio Open 2016 e Troféu Maria Lenk 2017, e como anunciado no congresso técnico do recente Troféu Maria Lenk, com o acréscimo de mais sete atletas por índices técnicos em provas Olímpicas.

Além destes nadadores, após avaliação técnica decidiu-se convocar o atleta Nicholas Santos (Unisanta), pela prova dos 50m borboleta (não olímpica), por ter obtido a melhor marca mundial em 2017 (22s61), de acordo com o ranking da Federação Internacional de Natação – FINA.

Fora Nicholas, Thiago Simon (200m peito), Leonardo de Deus (200m borboleta), Guilherme Costa (1.500m livre) e Joanna Maranhão (400m medley) são os nadadores da Unisanta garantidos no Mundial.

Com os cinco atletas convocados, a Unisanta é a segunda equipe a ceder mais nadadores para a seleção, ficando atrás apenas do Pinheiros, que teve seis convocados.

Melhores índices técnicos:
1 – Felipe Lima – 100 peito – 930 – Minas Tênis
2 – Gabriel Santos – 100 livre – 927 – Pinheiros
3 – João Gomes Junior – 100 peito – 926 – Pinheiros
4 – Thiago Simon – 200 peito – 915 – Unisanta
5 – Leonardo de Deus – 200 borboleta – 913 – Unisanta
6 – Marcelo Chierighini – 100 livre – 907 – Pinheiros
7 – Henrique Martins – 100 borboleta – 901 – Minas Tênis
8 – Guilherme Guido – 100 costas – 900 – Pinheiros
9 – Brandonn Almeida – 400 medley – 900 – Corinthians
10 – Joanna Maranhão – 400 medley – 894 – Unisanta
11 – Bruno Fratus – 50 livre – 894 – Internacional de Regatas
12 – Manuella Lyrio – 200 livre – 892 – Pinheiros
13 – Guilherme Costa – 1500 livre – 887 – Unisanta
14 – Etiene Medeiros – 50 livre – 883 – Sesi
15 – Cesar Cielo – 50 livre – 883 – Pinheiros
16 – Nicholas Santos – 50 borboleta – 976 - Unisanta

Os técnicos da Comissão técnica brasileira no Mundial de Budapeste também foram definidos pelo mesmo boletim 244/2016, isto é, conforme a ordem de índice técnico de seus nadadores. Felipe Domingues, da Unisanta, também está entre os treinadores escolhidos. O boletim indicava três treinadores, mas foi acrescido mais um, pelo mesmo critério.

Os técnicos convocados são:
1 - Sérgio Marques (Minas Tênis)
2 - Alberto Silva (Pinheiros)
3 - Tiago Moreno (Pinheiros)
4 - Felipe Domingues (Unisanta)

Completam a comissão técnica, o doutor Gustavo Magliocca; os fisioterapeutas Natan Cunha e Tiago Consenza; e o biomecânico Samie Elias.

Os Esportes Aquáticos do Brasil contam com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros -, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, COB e Estácio.