Emma Watson recusou papel principal em La La Land. Será que ela se arrependeu?


300 dias atrás
Por: Gustavo Klein /Santaportal - Em 14/02/2017 às 10:56
Emma Watson recusou papel principal em La La Land. Será que ela se arrependeu? Divulgação

A atriz inglesa Emma Watson, que será eternamente conhecida por seu papel de Hermione nos filmes da franquia ‘Harry Potter’. Mas a história poderia ser diferente . Emma foi a primeira escolha dos produtores de ‘La La Land’ para o principal papel feminino da história, o de Mia, a aspirante a atriz que se envolve com um pianista desempregado mas cheio de personalidade.

Emma ficou em dúvida sobre aceitar ou não o papel. Depois de semanas sem dar resposta, fez uma série de exigências para participar do projeto, como ensaiar em Londres, onde mora (o filme se passa e é uma homenagem a Los Angeles, capital mundial do cinema).

Pois bem: o diretor Damien Chezelle não aceitou os pedidos da diva, chamou outra Emma (a Stone) para o papel e o resto todo mundo sabe: o filme tem conquistado plateias em todo o mundo, igualou o recorde de indicações ao Oscar e Emma é a favorita para o prêmio de Melhor Atriz.

Dizem que a Emma original (a Watson) está frustrada e irritadíssima com seu agente, que seria (segundo ela) o responsável pela perda do papel.

Caso parecido aconteceu com o ator Miles Teller, que trabalhou com o diretor em ‘Wiplash’ mas queria mais dinheiro para participar do filme (ofereceram 4 milhões de dólares, ele quis 6 milhões e também foi trocado, no caso por Ryan Gosling).

Casos assim, de gente que recusou papeis que acabaram consagrando seus intérpretes, são comuns em Hollywood. Vamos conferir alguns dos mais conhecidos:

Tom Selleck
O ator Tom Selleck estrelava feliz a primeira temporada da série ‘Magnum’ quando recebeu o convite para viver um caçador de tesouros em um filme de aventura. Quem fez o convite: George Lucas e Steven Spielberg. Qual era o filme? ‘Caçadores da Arca Perdida’. Mas Selleck preferiu continuar em ‘Magnum’ e o papel do arqueólogo Indiana Jones caiu no colo de Harrison Ford, que já havia trabalhado com Lucas na série ‘Star Wars’. Selleck até conseguiu um relativo sucesso na tevê mas nunca teve uma carreira decente no cinema. Já Ford se consagrou e foi, durante anos, o ator mais lucrativo de Hollywood.

Al Pacino
Ele é um dos maiores, ninguém tem dúvida disso. Estrelou ‘O Poderoso Chefão’ e ‘Scarface’, dois dos maiores filmes da história do cinema. Mas em 1975 recebeu o roteiro de um filme de ficção científica, não entendeu muito bem o que era tudo aquilo e deixou passar. O filme era ‘Star Wars’ e o papel era o de Han Solo, que acabou com... Harrison Ford!!

Harrison Ford
Mas... nem todos dão sorte o tempo todo. Um dos projetos que foram oferecidos a Harrison Ford e ele não quis era o de um drama passado na Segunda Guerra Mundial. O motivo foi até nobre: ele achou a história tão relevante que ficou com medo que sua presença acabasse chamando mais a atenção do público do que a mensagem do filme. Liam Neeson acabou aceitando o papel e se consagrou na pele de Oscar Schindler no multicampeão ‘A Lista de Schindler’, ganhador de sete Oscar.

Will Smith
Mesmo os grandes astros erram. Will Smith achou muito complicado o roteiro de um filme de ficção científica que lhe apresentaram e preferiu não se envolver no projeto. O filme era ‘Matrix’, o primeiro de uma trilogia de enorme sucesso comercial e que acabou nas mãos de Keanu Reeves, que recebeu o maior salário da história do cinema pelo papel.

John Travolta
Ator de muitos filmes de sucesso, como ‘Os Embalos de Sábado à Noite’ e ‘Pulp Fiction – Tempo de Violência’, John Travolta recusou o papel principal no drama com toques de fantasia ‘Forrest Gump – O Contador de Histórias’. Tom Hanks aceitou e ganhou seu segundo Oscar pelo papel.

Cary Grant
O ator, uma das estrelas de primeira grandeza de Hollywood, atuou em filmes como ‘Tarde Demais Para Esquecer’ e ‘Intriga Internacional’. Mas recusou um papel que havia sido criado pensando nele: o de James Bond. Nesta época, Grant, então com 62 anos, já estava pensando em se aposentar. O agente 007 acabou então nas mãos do ex-alterofilista escocês Sean Connery, que se consagrou, estrelou vários outros filmes da franquia e ganhou um Oscar.

Molly Ringwald
Essa errou feio duas vezes. Conhecida por papéis em filmes juvenis dos anos 80, Molly não quis fazer a comédia romântica ‘Uma Linda Mulher’, que tornou Julia Roberts conhecida. Depois, recusou o papel de Molly (Molly!!!) em ‘Ghost, do Outro Lado da Vida’, a comédia dramática que lançou ao estrelado a atriz Demi Moore.

Bruce Willis
Também em ‘Ghost – Do Outro Lado da Vida’, o ator Bruce Willis, que já era conhecido por filmes como ‘Duro de Matar’ e ‘Encontro às Escuras’, achou que interpretar um fantasma não faria bem à sua carreira e deixou passar o papel de Sam, que acabou com Patrick Swayze. O mais curioso é que anos depois, quando sua carreira já não estava no auge, foi justamente um papel ligado ao sobrenatural que o levou novamente aos holofotes: o psicólogo de ‘O Sexto Sentido’...

George Raft
O ator George Raft recusou o papel de Rick no clássico ‘Casablanca’, que foi oferecido e aceito por Humphrey Bogart. Quando já estava tudo certo, Raft voltou atrás e quis participar do filme mas foi informado de que o papel não estava mais disponível. E Bogart se consagrou justamente neste filme. Alguns anos depois, o mesmo George Raft recusaria o papel do detetive Sam Spade em Relíquia Macabra (The Maltese Falcon). E quem mais uma vez se consagraria neste papel? Humphrey Bogart! Você provavelmente conhece o George Raft, mesmo que não seja um fã de clássicos, por uma pequena participação dele em um filme de Jerry Lewis, O Terror das Mulheres. Ele é o homem que vai esperar a namorada e é “atacado” pelo desastrado personagem de Lewis, que destrói seu chapéu.

Johnny Depp
Você consegue imaginar outro ator no papel de Ferris Bueller, protagonista de ‘Curtindo a Vida Adoidado’, que não Matthew Broderick? Pois isso quase aconteceu. Johnny Depp era o preferido dos produtores mas desistiu das negociações porque, segundo ele, sua agenda estava lotada.