Divulgação/Embraport Divulgação/Embraport

Porto de Santos tem grandes desafios pela frente nos próximos anos

O porto é uma área, abrigada das ondas e correntes, localizada à beira de um oceano, mar, lago ou rio, destinada ao atracamento de barcos e navios, com o pessoal e serviços necessários ao carregamento e descarregamento de carga e ao estoque temporário destas, bem como instalações para o movimento de pessoas e carga ao redor do setor portuário, e, em alguns casos, terminais especialmente designados para acomodação de passageiros.

São estas as condições que o Porto de Santos possui e o seu desenvolvimento a cada ano se torna mais regular, evidentemente que os desafios são enormes em virtude de todas as particularidades que o Porto de Santos possui e por se denominar o maior porto da América Latina.

Existem pontos fundamentais e indispensáveis para um porto, como a presença de profundos canais de água (profundidade ideal que varia com o calado das embarcações).

Neste caso específico, a modernidade das embarcações faz com que a questão da dragagem seja um grande desafio aos portos brasileiros e necessitamos de total e especial atenção a esta atividade.

Acesso a estradas e ferrovias
Este é o ponto no qual ainda não conseguimos nos desenvolver adequadamente no Porto de Santos, fazendo com que os custos sejam elevados e os reflexos inerentes a este ponto cheguem ao afastamento de novos player’s e cargas. Não podemos deixar de sermos atrativos e competitivos em um mercado internacional.

Portos de carga movimentados devem ter acesso a uma vasta rede ferroviária ligando o porto a outras regiões agrícolas e/ou industriais, permitindo assim o escoamento de diversos produtos a outras regiões do país e do mundo. Enquanto o nosso desenvolvimento não se focar nos modais necessários certamente estaremos fardados aos problemas que corriqueiramente já conhecemos.

Os portos são alvo de várias políticas integradas de Qualidade, Ambiente, Segurança e Saúde no Trabalho, de forma a assegurar a plena satisfação dos seus clientes.

Destas políticas destacam-se os seguintes princípios:
- Melhorar a qualidade e eficácia dos serviços prestados.

- Cumprir e fazer cumprir os requisitos legais, regulamentares e normativos aplicáveis aos serviços prestados, aspetos ambientais e à segurança e saúde.

- Prevenir, controlar e minimizar a poluição, designadamente os resíduos gerados pelas suas atividades, promovendo o recurso ao investimento em novas tecnologias e processos menos poluentes.

- Identificar e minimizar os riscos existentes, procedendo à implementação de ações corretivas e preventivas, de modo a eliminar qualquer fator de risco nas suas instalações.

A solução para as questões abordadas nos portos do Brasil é bastante conhecida, mas a velocidade para se colocar em prática, em função do envolvimento principalmente político, muitas vezes não contribuem para o seu total desenvolvimento.

Podemos afirmar que, apesar de muito perto da solução, ficamos ao mesmo tempo muito longe em função dos entraves burocráticos.

 

 

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
Os principais temas relacionados ao Porto de Santos, o maior da América Latina, serão abordados neste espaço pelo comentarista do Caderno Regional e apresentador do programa Porto & Negócios, Maxwell Rodrigues.