Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Corinthians tem recurso rejeitado e taça do Mundial volta a ser penhorada

O Tribunal de Justiça de São Paulo voltou a autorizar a penhora do troféu do Mundial de Clubes da Fifa, conquistado pelo Corinthians na edição de 2012 do torneio, quando o Timão derrotou o Chelsea (Inglaterra) na final. A taça foi penhorada por causa de uma indenização cobrada por uma universidade. A decisão foi tomada em segunda instância e, portanto, o clube ainda pode recorrer.

Em decisão unânime (3 votos a 0), a 17ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) julgou o recurso que havia sido protocolado pelo Corinthians, porém rejeitou a argumentação dos advogados do clube na tentativa de evitar a penhora do troféu.

Dívida
O caso teve início em 2008, quando o Instituto Santanense de Ensino ingressou com uma ação na Justiça contra o Timão, que estaria dificultando o acesso de alunos e funcionários ao campus da instituição que funcionava dentro do Parque São Jorge.

A primeira decisão da Justiça, em 2010, condenou os corintianos a pagarem R$ 2,48 para o Instituto Santanense, que não recebeu a indenização e entrou com outras ações a fim de receber o valor que havia sido determinado.

No ano passado, o juiz Fernando Nardelli, da 3ª Vara Cível de São Paulo, determinou a penhora da taça. Depois, o Corinthians conseguiu uma liminar, impedindo que o troféu fosse penhorado.

Posicionamento do Corinthians
A diretoria corintiana, por meio de nota, declarou que o clube ainda não foi comunicado da decisão. De qualquer forma, o Corinthians “assegura a sua torcida que o imbróglio judicial será resolvido e não considera que a prestigiada e inestimável taça esteja em risco.”

Veja a nota oficial na íntegra:
O Sport Club Corinthians Paulista informa que não foi intimado pela Justiça sobre qualquer decisão acerca do recurso atinente à penhora da taça do Mundial de 2012 e, portanto, não teve acesso ao teor da suposta decisão veiculada por alguns veículos de comunicação na rede mundial de computadores.

A agremiação trabalha para solucionar o caso e reiteradas vezes ofereceu propostas de acordo, inclusive recentemente propôs parcelamento do valor da referida dívida alegada pelo Instituto Santanense em 6 vezes, à semelhança do que é autorizado por Lei em casos de execução.

O clube aguardará a decisão da Justiça acerca do pedido de parcelamento, bem como aguardará a publicação do acórdão referente à penhora, para voltar a se manifestar. De todo modo, o Corinthians assegura a sua torcida que o imbróglio judicial será resolvido e não considera que a prestigiada e inestimável taça esteja em risco, sendo a penhora medida que tem como único intuito gerar efeito midiático infundado que não condiz com as tratativas que até então vinham sendo mantidas.

 

 

Leia Mais
     
Sobre
Futebol, basquete, vôlei, Fórmula 1, UFC e muito mais. Informações e opiniões sobre tudo o que rola no mundo dos esportes você irá encontrar neste blog. Fique por dentro das últimas novidades no SantaEsporte!
Categorias