Divulgação/Rubens Barrichello Divulgação/Rubens Barrichello

Barrichello revela cirurgia para retirada de tumor

O ex-piloto de Fórmula 1 Rubens Barrichello revelou nesta segunda-feira (16) que precisou passar por uma cirurgia para retirar um tumor benigno no pescoço. O brasileiro ainda mostrou a cicatriz do procedimento.

"Estava em casa tomando um banho e de repente senti uma dor na cabeça. De 0 a 10, foi uma dor de cabeça 8 ou 9, aquela para quebrar! Comecei a passar mal e vi que era coisa de hospital", contou Barrichello ao programa "Conversa com Bial", da TV Globo.

"A veia que se abriu por uma má formação se regenerou pelo próprio sangue em duas horas. Quando cheguei lá, colocaram um cateter pela virilha e a veia tinha fechado. Quando saí do hospital me disseram que apenas 14% saem disso como eu saí. Muita gente tem sequela", acrescentou o piloto.

Em fevereiro, Rubens Barrichello ficou internado em um hospital devido a uma microinflamação em uma veia da cabeça. O problema de saúde ajudou a revelar o tumor em seu pescoço.

Aos 45 anos, Barrichello se tornou o primeiro piloto a disputar 19 temporadas seguidas na F1. Atualmente, ele corre pela Stock Car, onde foi campeão em 2014.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Redação #Santaportal, com informações da Agência ANSA
  • Postado em: terça-feira, 17 abr 2018 11:48Atualizado em: terça-feira, 17 abr 2018 16:05
  • Rubens Barrichello   piloto   tumor   
Reprodução/EPA Reprodução/EPA

Sem GP da Malásia, F1 conta com novidades no calendário 2018

Com os retornos dos Grandes Prêmios da França e da Alemanha, a temporada de 2018 da Fórmula 1 possui novidades no calendário. O primeiro grande destaque do calendário da F1 foi a ausência do circuito da Malásia, realizado na cidade de Sepang. O Grande Prêmio do país asiático era disputado desde 1999, mas os altos custos para a realização da prova deixaram a Malásia de fora do calendário. Mas outros dois GPs voltarão a fazer parte da F1: Alemanha e França.

O Grande Prêmio da Alemanha será realizado na cidade Hockenheim no dia 22 de julho, e retorna ao calendário da principal categoria do automobilismo após um ano. Em 2017, os proprietários dos circuitos de Hockenheim e Nürburg não concordaram com os termos comerciais da F1, decidindo por não participar da competição.

Já o GP da França volta ao calendário da F1 após 10 anos de ausência. A corrida será realizada no circuito Paul Ricard, em Le Castellet. A última corrida da categoria disputada por lá foi em 1990. No ano seguinte, as provas mudaram para o autódromo de Nevers Magny-Cours.

A corrida no território francês será a oitava da temporada e está marcada para o dia 24 de junho. O último piloto vencedor no circuito de Le Castelle foi Alain Prost, em 1990, que, na época, era da Ferrari.

O Grande Prêmio da Itália, realizado em Monza, será no dia 2 de setembro. Já o circuito de Interlagos, no Brasil, receberá a F1 no dia 11 de novembro.

A temporada de 2018 da F1 começará neste domingo (25), em Melbourne, na Austrália.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Redação #Santaportal, com informações da Agência ANSA
  • Postado em: segunda-feira, 19 mar 2018 16:13Atualizado em: segunda-feira, 19 mar 2018 17:59
Divulgação Divulgação

Carlos Sainz substituirá Fernando Alonso na McLaren em 2019

Em meio à saída de Fernando Alonso da McLaren, a equipe anunciou seu substituto. O espanhol Carlos Sainz de apenas 23 anos será o piloto da franquia em 2019.

Na sua terceira temporada na Fórmula 1, Sainz começou na Toro Rosso em 2015 e ficou na equipe até 2017. Em 2018, o jovem espanhol foi para a Renault na temporada 2018.

Agora resta apenas saber quem será o companheiro de Carlos Sainz para a temporada 2019. Lando Norris – piloto reserva da Mclaren, Esteban Ocon – piloto da Mercedes e o atual piloto titular Stoffel Vandoorne disputarão a segunda vaga no segundo semestre deste ano.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Carlos Sainz substituirá Fernando Alonso em 2019
  • Postado em: quinta-feira, 16 ago 2018 17:21Atualizado em: quinta-feira, 16 ago 2018 17:52
Twitter/@Charles_Leclerc Twitter/@Charles_Leclerc

Ferrari confirma saída de Raikkonen e anuncia Leclerc

(ANSA) - A Ferrari confirmou nesta terça-feira (11) a saída do finlandês Kimi Raikkonen ao fim da atual temporada da Fórmula 1. Ele será substituído pelo jovem monegasco Charles Leclerc.

Pouco depois do anúncio, o "homem de gelo" surpreendeu e revelou em suas redes sociais que disputará a temporada de 2019 da F1 pela Sauber, equipe pela qual iniciou a carreira, em 2001. Aos 38 anos, Raikkonen ocupará a vaga deixada justamente por Leclerc, 20, com um contrato de duas temporadas.

"Adivinhe quem voltou? Próximos dois anos com a Sauber! É extremamente bom voltar aonde tudo começou!", escreveu o finlandês em seu perfil no Instagram.

Leclerc, por sua vez, vem realizando uma boa temporada pela equipe suíça e é considerado uma das grandes promessas da Fórmula 1.

"Sonhos se tornam realidade. Vou pilotar pela Ferrari no Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2019. Serei eternamente grato ao time pela oportunidade que me deu", agradeceu o monegasco.

Nesta temporada, Raikkonen faz sua melhor campanha desde que retornou para a Ferrari, em 2014. O "homem de gelo" está na terceira colocação na classificação geral, com 164 pontos, somando nove pódios nas 14 corridas realizadas até o momento.

Leclerc, por sua vez, ocupa a 15ª posição, com 13 pontos conquistados. Seu melhor resultado em 2018 é um sexto lugar no Grande Prêmio do Azerbaijão, em Baku.(ANSA)

 

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Ferrari confirma saída de Raikkonen e anuncia Leclerc
  • Postado em: terça-feira, 11 set 2018 15:43Atualizado em: terça-feira, 11 set 2018 15:43
Reprodução/ANSA Reprodução/ANSA

Esposa diz que Schumacher continuará lutando pela vida

Em uma das raras declarações públicas sobre o estado de saúde do ex-piloto Michael Schumacher, a esposa do heptacampeão de Fórmula 1, Corinna Betsch, quebrou o silêncio e afirmou ontem (12), em carta aberta, que seu marido vai continuar lutando pela vida.

"Todos nós sabemos que o Michael é um lutador e jamais desistiremos", escreveu Corinna ao amigo e músico alemão Sascha Herchenbach, que foi o autor de uma canção dedicada ao ex-piloto e intitulada de "Born to Fight" ("Nascido para Lutar", em tradução livre).

"Gostaria de agradecer sinceramente por esta mensagem e este belo presente que nos ajudará neste momento difícil. É bom receber tantos pensamentos gentis e palavras de conforto. É um grande apoio para nossa família", acrescentou a esposa de Schumacher.

O músico, por sua vez, em entrevista à revista alemã "Bunte", afirmou que não esperava um retorno de Corinna, que é raramente vista em público após seu marido ter sofrido o acidente.

"Eu não esperava ter um retorno dela e fiquei muito emocionado. A carta foi escrita à mão e é assinada pela Corinna. Ela disse ter ficado muito agradecida com música, a qual inspirou "a família em um momento tão difícil", disse Herchenbach, em entrevista à revista alemã "Bunte".

Em dezembro de 2013, a vida de Schumacher mudou quando sofreu um grave acidente enquanto esquiava em uma pista de esqui em Méribel, no sul da França. Ele caiu e bateu a cabeça em uma rocha e, desde então, lida com as sequelas da colisão.

Mesmo após quase cinco anos do acidente, o verdadeiro estado de saúde de Schumacher continua sendo um grande segredo guardado minuciosamente pela família do heptacampeão mundial de F1.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Redação #Santaportal, com informações da Agência ANSA
  • Postado em: terça-feira, 13 nov 2018 18:21Atualizado em: terça-feira, 13 nov 2018 18:23
     
Sobre
Futebol, basquete, vôlei, Fórmula 1, UFC e muito mais. Informações e opiniões sobre tudo o que rola no mundo dos esportes você irá encontrar neste blog. Fique por dentro das últimas novidades no SantaEsporte!
Categorias