Ainda há esperança

Não há dúvida que o desconhecido, na mesma proporção que nos fascina nos ameaça, e me lembro de ter visto na tv uma entrevista de um célebre neurologista ,dizendo que se o cérebro humano tem mil partes ,a ciência não conseguia conhecer inteiramente nem uma dessas mil partes, na ocasião tendo um familiar num processo de doença degenerativa, confesso que fiquei amargurada e desesperançosa.
Trazendo para o momento atual essa observação, e um momento que estamos impregnados de dúvidas, medo, estupefatos diante das notícias chocantes que nos invadem, num movimento de autoengano e preservação de um pouco da fantasia necessária para a sobrevivência da psiché humana.
Mas.....tem hora que não dá, então temos que nos aproximar da realidade ,mas não de uma maneira passiva e subserviente, mas de uma maneira crítica e reflexiva.
Pois é voltando ao nosso neurocientista e fazendo um paralelo, do que ele disse com a mente humana eu diria que, se a mente humana tem mil caminhos, nós temos que começar a desbravar um, em determinado momento voltarmos para o ponto de partida e buscarmos outro, pois a mente humana está ainda sob o mais profundo mistério do conhecimento humano pelas inúmeras e particulares conexões que cada um de nós é capaz de fazer com nossas memórias, vivencia e experiências de vida e, para complicar um pouco mais, sabemos que essas experiências podem ser reais ou fantasiosas, conscientes ou não...
A minha reflexão hoje é sobre a nossa grande dificuldade de saber se estamos certos ou errados nos vários caminhos que tomamos e isso depende apenas de que tenhamos um olhar mais criterioso para com nossos sentimentos e com as situações vividas e percebidas não como pessoas desconfiadas e assustadas com o mundo surpreendente que nos cerca mas sim como pessoas antenadas muito mais pelo que sentimos do que pelo que pensamos.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: marcia atik
  • Postado em: segunda-feira, 13 jan 2020 07:25
  • felicidade   

5 sentidos

blog20191273457551.jpg

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Marcia Atik
  • Postado em: sábado, 07 dez 2019 07:32
  • SEXO   

SEXO E AMOR

O SEXO NÃO TEM QUE SER PERFEITO PARA SER SATISFATÓRIO.O AMOR VAI LONGE PARA PREENCHER ALGNS DESSES ESPAÇOS. ((Barbara Keesling-terapeuta sexual)

A leitura dessa simples frase, quase óbvia me fez refletir em quanto a obsessão pela performance sexual vem distanciando os casais.

É impressionante o papel dos manuais sexuais têm na vida das pessoas, gerando uma insegurança e tirando aquilo que tem de mais importante no encontro sexual que é a espontaneidade.

Essa entrega sem medidas só se faz com confiança e entrega total e para que isso ocorra o mínimo de vínculo se faz necessário e não vai aqui nessa reflexão um discurso moral e repressivo, mas quero enfatizar o quanto a entrega e vivência sexual sem nenhum compromisso contribuem para essa avaliação calcada apenas no corpo e na performance levando indubitavelmente ao fracasso da vida sexual, já que não somos máquinas de sexo.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Marcia Atik
  • Postado em: domingo, 01 dez 2019 20:25
  • SEXO   

Desejar ou Querer

DESEJAR OU QUERER
Nesses tempos em que temos a possibilidade de realizar todos os nossos desejos, existe uma saturação de realizações e será que temos o que realmente desejamos?

Essa confusão está intimamente ligada à pressão que sofremos de desejar o que está "in", desejar o que foi bom para outra pessoa, desejar o que dá status e nem sempre sabemos se queremos exatamente o que desejamos.

Esse autoengano acontece também nas relações afetivas como uma via de mão dupla, muitas vezes contaminando e estragando o real desejo com valores externos e, outras vezes, almejando um desejo irreal idealizado e nunca alcançado, o que causa uma grande parte dos desencontros amorosos com os quais nos deparamos no cotidiano.
Você realmente quer o que deseja?

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Marcia Atik
  • Postado em: sexta-feira, 22 nov 2019 09:35
  • Desejo   

Beijos e beijos

Quero falar um pouco sobre o que eu creio ser a verdadeira entrega entre duas pessoas ,o beijo que ,tenho percebido está perdendo seu sentido e seu espaço nos relacionamentos afetivos e sexuais.
Nas baladas os jovens competem pelo maior número de beijo e para que ganhe a corrida tem que beijar muito e de modo inconsequente,sem sentir,sem cheirar e mutas vezes sem querer.

O ato de beijar combina três sentidos: o paladar, o tato e o olfato. Se cada sentido, separadamente, é capaz de produzir uma forte reação emocional, os três juntos podem ser a resposta para a pergunta mais íntima que cada um deve fazer a si mesmo eu quero ou eu desejo?.
Os beijos podem ir desde um contato fugaz, como um atrito inesperado, até uma comunhão total por meio dos lábios. Nos dois extremos, existem numerosas variações, ainda que muitas pessoas descuidem desta habilidade que, como todas, está sujeita às leis de aprendizagem: constância, criatividade e paciência.Achei que seria legal compartilhar essa matéria que fala dos 30 tipos de beijo do Kama Sutra , texto indiano, escrito por Vatsyayana Kamasutram, no início do século IV, que descreve o comportamento sexual humano. Seu conteúdo, voltado para a nobreza, é repleto de ensinamentos que visam elevar o espírito do homem em sua trajetória religiosa, além de conduzi-lo ao prazer através de vivencias eróticas.
Segundo a história, Kama representa o amor e o prazer, sendo uma das bases da religião hindu, enquanto que Sutra é um termo técnico que representa guia ou manual, transformando então Kama Sutra em ‘Manual do Amor’.
Os hindus acreditavam que as pessoas que praticassem , sem se tornarem escravos da paixão, conseguiriam ter sucesso em todos seus negócios e na vida.
Segundo o Kama Sutra, os 30 tipos de beijos são:


1. Beijo de lado
Quando as cabeças das duas pessoas se inclinam em direções opostas e o beijo é produzido nessa postura.
Essa é uma das formas mais comuns de se beijar e a preferida dos filmes. As cabeças inclinadas permitem um melhor contato dos lábios e uma penetração profunda da língua. É um modo excelente de começar um encontro amoroso apaixonado e também um modo de estimular a paixão entre o casal.
2. Beijo inclinado
Quando um dos dois coloca a cabeça para trás e a outra pessoa, que a segura pelo queixo, a beija. A doçura e o afeto são as emoções principais que são transmitidas com esse beijo. Um beijo desse tipo é apropriado para as preliminares, quando se prefere fazer sexo com lentidão e de frente.
3. Beijo direto
Quando os lábios dos dois se unem diretamente e se chupam como se fossem uma fruta madura. É um tipo de beijo em que o importante é que além de serem chupados, os lábios sejam mordiscados e levemente acariciados com a língua. É um beijo tranqüilo e demorado, que pode expressar uma forte paixão e que excita muitas pessoas mais do que o beijo de língua.
4. Beijo pressão
Os lábios se pressionam fortemente com a boca fechada. É um beijo para iniciar a relação ou para terminá-la, não convém mantê-lo por muito tempo. Os dentes se cravam na parte interior dos lábios e pode sair sangue.
5. Beijo superior
Quando um dos dois pega o lábio superior com seus dentes e o outro devolve o "carinho" beijando-lhe o lábio inferior. Na descrição deste beijo fala-se que uma pessoa do casal deve tomar a iniciativa e o outro se limita a correspondê-la. Uma possível razão para isso é que o Kama Sutra foi escrito para homens ativos e mulheres passivas. Mas, nos casais atuais, cada um deve ser o mais criativo possível e deixar que a imaginação se expresse como ela é, e não se limite a responder a iniciativa do outro.
6. Beijo broche
Quando um dos dois se prende aos lábios de seu amante, isso é chamado de beijo broche. E se o que realiza o beijo toca seus dentes, a gengiva ou o céu da boca com a língua, esse beijo chama-se "luta de língua".
7. Beijo palpitante
Quando um dos dois deposita sobre os lábios milhares de beijos bem pequenos percorrendo toda a boca e as comissuras (junção dos lábios).
8. Beijo contato
Quando se toca ligeiramente com a língua a boca do outro e faz apenas contato com os lábios.
9. Beijo para acender a chama
É o beijo na comissura (junção) dos lábios que costuma ser dado no meio da noite para incendiar a paixão.
10. Beijo para distrair
O beijo ideal para quando vocês estiverem assistindo a algo na televisão e a pessoa quer chamar a atenção do parceiro com seus beijos. Para começar, lembre-se de que nem todos os beijos precisam ser na boca. Segundo o Kama Sutra, outros lugares recomendados para iniciar a "batalha" são: a testa, os olhos, as bochechas, o peito, os seios, a zona abaixo da boca, a cabeça, a nuca e o pescoço junto com a clavícula.
11. Beijo nominal
Quando um dos dois se limita a tocar a boca do outro, depois de beijá-la, com os dedos.
12. Beijo com os cílios
Quando se percorre os lábios ou o rosto do outro e se acariciam os cílios com beijos.
13. Beijo com um dedo
Quando o amante percorre a boca da amada por dentro e por fora com um dedo.
14. Beijo com dois dedos
Quando o amante fecha dois dedos, molha-os ligeiramente nos lábios da amada e faz uma pressão sobre sua boca.

15. Beijo que desperta
O beijo que se dá nas têmporas, próximo da raiz do cabelo, quando o outro está dormindo, para despertá-lo com suavidade.
16. Beijo que demonstra
Costumam ser dados à noite e em lugares públicos. Um dos dois se aproxima do outro e o beija suavemente na mão ou no pescoço.
17. Beijo da lembrança
É dado quando os amantes estão descansando após a satisfação sexual e um dos dois coloca a cabeça sobre a coxa do outro e deixa-a cair, como se estivesse com sono, beijando-lhe na coxa ou nos dedos do pé.
18. Beijo transferido
Esse beijo ocorre quando o amante, na presença da amada, beija alguém que esteja próximo dele no rosto, ou mesmo alguma foto ou qualquer outra coisa, olhando para ela como se o beijo fosse para a parceira.

19. Beijo choroso
É produzido quando um dos dois sente tanta falta do outro, que na ausência do outro beija seu retrato.

20. Beijo viajante
Ainda que pareça que os beijos sempre costumam se centralizar na boca, colocar os lábios em outras partes do corpo é uma forma de excitação garantida.
21. Beijo no peito
Os beijos mais efetivos nos seios são os que se aplicam primeiro com os lábios, suavemente e com um pouco de saliva. Depois, intensifica-se a pressão e, se a parceira o deseja e gosta desse tipo de beijo, pode-se pegar os seios com os dentes e pressionar ligeiramente. Algumas pessoas preferem sentir um pouco de dor nos seios quando estão prestes a ter um orgasmo.
22. Beijo sem pressa
A chave é prestar total atenção no corpo do outro. Quanto mais controle você tiver e mais se concentrar em acariciar e beijar cada canto do corpo, mais intensa será a sensação de prazer para ambos.
Onde há amor, há dor
Segundo a tradição erótica da Índia, a mordida é um elemento muito importante e o Kama Sutra dá uma boa lista de mordidas com toda riqueza de detalhes.

As mordidas costumam ser dadas em quase todas as partes do corpo e vão desde a mordida brincalhona, mais provocadora que erótica, até o forte apertão com os dentes que costuma ser dado no calor da paixão e faz com que os orgasmos sejam mais duradouros. No entanto, muitos costumam evitar este último tipo de mordida, porque é difícil de controlar e costuma deixar marcas muito evidentes. Também porque durante o orgasmo as mandíbulas podem sofrer um espasmo e fechar com força, o que pode ocasionar feridas.

As mordidas recomendadas pelo Kama Sutra são:

23. Mordida de Javali
O rastro que deixa na pele são como filas indianas, muito próximas umas das outras e com intervalos vermelhos como as pegadas que costumam ser deixadas pelos javalis no barro. É uma mordida que costuma ser feita no ombro.

24. A nuvem quebrada
Consiste em levantamentos desiguais da pele em círculo, produzidos pelos espaços que há entre os dentes. O Kama Sutra especifica que este tipo de mordida deve ser feita no peito.

25. Mordida escondida
É a mordida que só deixa uma intensa marca vermelha e que deve ser dada no lábio inferior.

26. Mordida clássica
Quando se pega com os dentes uma grande quantidade de pele.

27. O ponto
Quando se pega com os dentes uma pequena quantidade de pele de tal maneira que só fique uma marca como um ponto vermelho.

28. Alinha dos pontos
Quando essa pequena porção de pele é mordida com todos os dentes e todos eles deixam sua marca. Deve ser dada na testa ou na coxa.

29. O coral e a joia
É a mordida que resulta da junção dos dentes e dos lábios. Os lábios são o coral e os dentes são a jóia.
30. Alinha de jóias
Quando se dá uma mordida com todos os dentes.
Tirando-se o aspecto ,digamos,mais agressivos, eu vejo nessas possibilidades de beijo o resgate da intimidade,da busca instintiva do outro na sua totalidade,e do novo e surpreendente que o sexo deixou de ter desde que foi banalizado como apenas o encontro de dois órgãos sexuais .
Portanto comecemos a beijar mais,beijar diferente ,beijar como o desejo guia e não como as regras da competição exigem.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: marcia atik
  • Postado em: terça-feira, 22 out 2019 07:33
  • beijo,amor   
<< Página Anterior       Página Posterior >>