Maitê Proença processa a Globo e quer indenização de meio milhão

Maitê Proença não tem sua imagem intimamente ligada à da Rede Globo. Afinal, estreou pela Tupi e se tornou símbolo sexual e garantia de sucesso na Rede Manchete, com Dona Beija, em 1986. Mas também fez muita coisa boa na Globo e foi contratada exclusiva da casa durante 37 anos.

Quando não teve seu contrato renovado, em 2016, chegou a declarar que havia sabido da demissão pela imprensa. E é justamente por essa falta de comunicação que a atriz se considera desrespeitada e move uma ação judicial contra sua antiga casa, reivindicando uma indenização de meio milhão de reais.

Aliás, desde que a Globo resolveu não manter mais contratos longos com seus artistas - preferindo os contratos por trabalho - que muitos vem se rebelando e pedindo na Justiça uma compensação. É o caso de Carolina Ferraz, que pede muito mais do que Maitê - 7 milhões de reais - e de Pedro Cardoso, que embora não tenha entrado na Justiça não perde a chance de criticar a emissora.

A Globo não comenta casos judiciais em andamento e, portanto, não há uma posição oficial sobre o assunto.

 

 

  • Publicado por: Gustavo Klein
  • Postado em: terça-feira, 31 jul 2018 17:52

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
Cinema, música, literatura, séries de tevê e muito mais. As últimas notícias. Entrevistas com quem faz cultura. As resenhas dos filmes em cartaz e das séries do momento. Os livros mais legais. Tudo isso e muito mais você encontra aqui, no Santa Cultura!