Divulgação Divulgação

Logo agora...

Fiquem em casa. Nunca é demais lembrar. Fiquem em casa. É não caminhando que se atinge o pico. É sem muito movimento que a curva desce. Fiquem em casa.

“Ah, mas eu não posso ficar em casa. Meu ofício me obriga a não ficar no home-office”. Ok, há atividades em que a rua é obrigatória. Para tanto existem máscaras, álcool em gel, distanciamento e...gasolina mais barata. É verdade esse bilhete! Os preços vêm caindo e quem tem abastecido (até os postos sentiram a queda no movimento, acredite) vem pagando menos pelo litro.

Isso não é um chute do blog, mas o resultado do último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), que apontou um novo recuo nos preços médios da gasolina na primeira quinzena de maio.

O litro da gasolina vem sendo vendido a média de R$ 3,985. É o menor valor registrado no País desde agosto de 2017, quando era vendido a R$ 3,896. O detalhe é que vieram dois anúncios de aumento no repasse do combustível às refinarias, mas isso ainda não se refletiu nas bombas. O etanol apresentou um recuo de 7,24% nas bombas, com o valor médio de R$ 3,201.

Na Região Sudeste, o comportamento foi de baixa para todos os tipos de combustível, com recuo de: 5,63%, para a gasolina, 6,15%, para o etanol; 7,18%, para o diesel; e 2,41%, para o gás natural veicular (GNV). Outro destaque local é o Estado de São Paulo, que apresentou o menor preço do litro do etanol, comercializado a R$ 2,384, um recuo de 8%, no comparativo com abril.

O cenário da primeira quinzena de maio também foi de baixa para o preço do diesel, que fechou com a média de R$ 3,244, recuo de 7,34%, em relação ao fechamento de abril, quando o litro foi vendido a R$ 3,501. O combustível, que lidera o consumo em todo o território nacional, apresentou na primeira quinzena de maio o seu menor valor médio desde 2017, quando registrou, em janeiro, a média mais próxima desse valor: R$ 3,247.

Show de bola, o combustível está mais barato, maaaaasssss...deixemos as ruas para quem realmente precisa sair. Quem pode, fique em casa.

E, depois que tudo isso passar, aceleremos!!

 

 

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
O mundo automotivo dentro e fora da estrada! Pelo jornalista Paulo Rogério, especializado em automobilismo.