Pixabay Pixabay

Araken, um show de bom humor em verde e amarelo

Quem viveu a década de 1980 certamente conhece o Araken. Quem? Ora, o Araken, o garoto-propaganda mais animado do período na Rede Globo, interpretado por José Antônio Barros Freire, o Barrinhos, e que fazia a festa de todas as idades.

Primeiro, Araken foi o showman para anunciar a nova programação da emissora em 1984 e assim foi até a virada para o ano seguinte. Ele era um baixinho que fazia de tudo para ter uma chance com o empresário artístico Tony, mas nunca conseguia nada. Só - e não é pouco - o amor das mulheres.

Com a proximidade da Copa do Mundo de 1986, no México, Araken se transformou no golman, porém continuou dando show se disfarçando de várias profissões ligadas ao futebol, como empresário e árbitro. Até era que descoberto pelas belas mulheres que o adoravam.

Para o Mundial, cada vitória da Seleção Brasileira teria uma historinha do Araken derrotando o adversário da vez com suas meias de listras verde e amarelas e e a bandeira brasileira.

Foi assim na estreia - 1 a 0 sobre a Espanha, quando encarnou um toureiro. E seguiu na repetição do placar sobre a Argélia, quando salvou as odaliscas, nos 3 a 0 sobre a Irlanda do Norte, em que as mulheres foram resgatadas em um pub, e no típico corredor polonês, na goleada por 4 a 0 sobre a Polônia, já nas oitavas de final.

Nas quartas de final, porém, o Brasil acabou eliminado da Copa por 5 a 4 nos pênaltis, após 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação. A história de Araken, naturalmente, já estava preparada. E mostrava Napoleão Bonaparte na chamada pose em que perdeu a guerra. Foi mostrada posteriormente.

Na Olimpíada de Seul, em 1988, Araken reapareceu na Rede Manchete. O impacto, porém, não foi o mesmo. A injusta fama de azarado pela desclassificação brasileira na Copa acabou pegando. Porém, acima disso, ficaram mesmo a alegria e a lembrança de um personagem muito divertido da TV brasileira.

No vídeo abaixo, você confere quando a Seleção - ou melhor, o Araken - derrotou a Polônia nas oitavas de final da Copa de 1986, em vídeo do canal Arquivos1000. Lá, por sinal, tem todas as histórias do esperto baixinho nos triunfos do Brasil no Mundial. E Mexe Coração!

Esta é apenas uma ínfima parte do acervo que você pode contribuir para manter vivo. O valor mínimo é R$ 20,00. Confira no link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/por-um-acervo-esportivo-jornalistico-e-de-itens-historicos-vivo?fbclid=IwAR2RVxbNmQ_pprnzsj-RR7ZJE3Dt/zWLyy8nS6UGjCo9mTh2J0XZcp2XpKhY

 

 

  • Publicado por: Ted Sartori
  • Postado em: sexta-feira, 15 mai 2020 18:02Atualizado em: quarta-feira, 20 mai 2020 16:48

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
Memória da Tevê. Comerciais antigos. Novelas, desenhos, séries, programas e curiosidades da telinha. Tudo o que você mais gosta de lembrar, num só lugar.