Divulgação Divulgação

Joe Cocker: o cantor do coração liberto

Sua voz era gutural. Seus gestos lembravam crises espasmódicas. Entretanto, tão logo aquela figura estranha, com cabelos emaranhados, surgiu no palco do Festival de Woodstock, a sua sorte e o seu sucesso estavam definidos.

Era tarde de domingo, 17 de agosto de 1969, último dia daquele festival que reuniu 500 mil jovens em uma fazenda norte-americana. O locutor fez uma rápida apresentação e chamou ao palco o cantor inglês Joe Cocker, de 25 anos, que iniciou sua apresentação cantando “Let's Go Get Stoned”. A empatia com o público foi imediata. E chegou ao ápice quando o até então pouco conhecido cantor encerrou seu show com a sua histórica e inigualável versão de “With Little Help From My Friends”, de Lennon & McCartney.

Ousadia surpreendente. Essa música havia sido lançada apenas dois anos antes no antológico álbum “Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band”, do ultrafamoso grupo The Beatles.

Em termos de Joe Cocker, tanto o público norte-americano quanto nós, brasileiros, sabíamos quase nada àquela época. Eu estava com 16 anos quando assisti “Woodstock” no cinema (com idade alterada na carteira de estudante, pois o filme era proibido para menores de 18) e fiquei impressionado com aquela apresentação (aliás, com o filme todo. Mas, aqui, o assunto é Joe Cocker).

Nascido John Robert Cocker no dia 20 de maio de 1944, em Sheffield, Inglaterra, ele começou a cantar profissionalmente aos 15 anos e cantou em três grupos, chegando a utilizar o nome artístico de ‘Vance Arnold’. Até que, em 1969, alcançou fama e gravações de grande sucesso em vendas, como "She Came Through the Bathroom Window" (Lennon & McCartney), "Cry Me a River", "Feelin Alright" e "The Letter", sendo esta a sua primeira gravação a entrar no “Top Ten” dos Estados Unidos.

Na década de 70, vieram problemas graves de saúde, provenientes do abuso de álcool e drogas. Joe Cocker tratou-se e retornou aos palcos nos anos 80, com novos sucessos como "Don't You Love Me Anymore", "Up Where We Belong", "You Are So Beautiful", "When The Night Comes", "You Can Leave Your Hat On" e "Unchain My Heart”.

O cantor da voz rouca morreu no dia 22 de dezembro de 2014, aos 70 anos, deixando uma legião de fãs por todo o planeta.

Confira aqui a versão de Joe Cocker para "Unchain my heart”, composta por Bobby Sharp e gravada pela primeira vez em 1961, por Ray Charles. Essa música registra inúmeras gravações por artistas distintos. Porém, foi na voz do cantor de gestos esquisitos que se tornou mundialmente conhecida.

*Marco Damy é jornalista e músico.

 

 

  • Publicado por: Marco Damy
  • Postado em: sexta-feira, 25 mai 2018 19:02

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
O melhor programa de videoclipes da Baixada Santista agora tem um blog com curiosidades, clipes e as melhores músicas da sua rádio preferida. Você também pode pedir sua música por aqui!