Divulgação Divulgação

As mamães, os papais e o sonho californiano

No início dos anos 60, quatro jovens cantores se reuniram para levar adiante um audacioso projeto: cantar num tom tão elevado, como se as suas vozes viessem das nuvens, criando a “5ª voz”. A ideia era de John Phillips, o mais velho do grupo, que reunia alguma experiência de bandas anteriores.

Em 1962, aos 27 anos de idade, ele separou-se de sua primeira esposa e casou-se com sua colega, Michelle, de 18 anos. Aos dois juntaram-se a cantora Cass Eliot e o cantor e instrumentista canadense Dennis Doherty e, em 1965, os quatro iniciaram as apresentações (muitas vezes gratuitamente), conquistando rapidamente o interesse do público.

Precisavam de um nome para o grupo, e a ideia veio quando as duas jovens assistiam pela TV entrevista de motociclistas Hell’s Angels, que chamavam as mulheres de “mamas” e os homens de “papas”. Pronto: The Mamas and The Papas. Estava batizado um dos mais famosos grupos vocais do planeta.

O primeiro álbum, “If You Can Believe Your Eyes and Ears” (“Se você pode acreditar em seus olhos e ouvidos”) foi lançado em 1966 e o sucesso mundial foi imediato. Desse álbum, duas canções ultrapassaram época e ainda hoje são ouvidas em todos os continentes: “California Dreamin’” e “Monday, Monday”.

Dos shows em troca de comida, bebida e algum dinheiro, The Mamas and The Papas tornaram-se ricos e requisitados para apresentações em toda a parte. A pressão foi excessiva para os jovens hippies, que defendiam um estilo de vida avesso ao que lhes era proposto. E, em 1968, após o lançamento de seu quarto LP, o grupo se desfez.

Por exigência contratual, ainda reuniram-se em 1971 para gravar e lançar aquele que seria o quinto álbum: “People Like US”. Antes dele, além do já citado, lançaram: “The Mamas and The Papas” (1966), “Deliver” (1967) e “The Papas & The Mamas” (1968). Em 1971 também foi lançado “Monterey International Pop Festival (Live)”, com músicas apresentadas pelo grupo no festival californiano, realizado entre 16 e 17 de julho de 1967.

Dos quatro integrantes dos históricos The Mamas and The Papas, apenas Michelle Phillips, nome artístico de Holly Michelle Gilliam, ainda vive e está com 74 anos. Ellen Naomi Cohen ou Mama Cass Eliot, morreu em 1974, aos 32 anos; John Edmund Andrew Phillips morreu em 2001, aos 65; e Dennis Gerrard Stephen Doherty morreu em 2007, aos 66.

Entre 1982 e 2012, distintas formações do grupo The Mamas and The Papas realizaram shows e gravações, sempre reunindo bom público, inclusive no Brasil.

Em um de seus últimos depoimentos, John Phillips declarou: "Quando as harmonias realmente começam a trabalhar, temos um tom especial, como uma quinta voz. Nós apelidamos de 'Harvey'. Tudo o que posso dizer sobre a música é que 'Harvey' está aparecendo bastante nestes dias".

Sorte de quem aprecia música de qualidade.

*Marco Damy é jornalista e músico.

 

 

  • Publicado por: Marco Damy
  • Postado em: segunda-feira, 30 jul 2018 13:02

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
O melhor programa de videoclipes da Baixada Santista agora tem um blog com curiosidades, clipes e as melhores músicas da sua rádio preferida. Você também pode pedir sua música por aqui!