GAPO promove atividade na praia de Santos contra obesidade


1292 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 10/10/2014 às 12:36
GAPO promove atividade na praia de Santos contra obesidade Divulgação

SANTOS - O Grupo de Atendimento ao Paciente Obeso (GAPO) promove a 6ª Caminhada da Pesada – Rumo a Uma Vida Melhor no dia 19 de outubro a partir das 9 horas. A concentração acontece em frente ao Aquário Municipal, na Ponta da Praia, em Santos (SP). O evento acontece como forma de conscientização lembrando o Dia Mundial do Combate à Obesidade, instituído no dia 11 de outubo.

A atividade física do domingo (19) acontece com orientação do Dr. Joaquim Guimarães, que também é idealizador do projeto. “O objetivo é sensibilizar, informar e orientar a população para a importância da doença e motivar assim, a busca de hábitos adequados e saudáveis. Combater e prevenir são ações urgentes diante de um problema que vem adquirindo proporções epidêmicas", explica o especialista.

Qualquer pessoa pode participar. Para isso basta comparecer na sede da GAPO – localizada na avenida Afonso Pena, 167, conjunto 82, no bairro do Macuco - para pegar uma camiseta, gratuita, que será usada na caminhada. As peças já estão disponíveis e tem número limitado.

Dia Mundial do Combate à Obesidadea
Dia 11 de outubro é comemorado o Dia Mundial de Combate à Obesidade. Nos últimos trinta anos o brasileiro vem mudando radicalmente os hábitos alimentares, mas ainda assim o país continua no topo da lista. No ranking mundial da obesidade, o Brasil está na quinta posição. São 60 milhões de brasileiros acima do peso e cerca de 22 milhões considerados obesos.

O quadro é tão preocupante que o Governo Federal já o encara como problema de saúde pública. É a primeira vez que o índice de sobrepeso atinge mais da metade da população brasileira.

A obesidade entre crianças e adolescentes também tem números assustadores. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 34,8% das crianças de 5 a 9 anos estão acima do peso. Cerca de 6,5 milhões de crianças e adolescentes já lutam contra a balança.

Segundo o cirurgião bariátrico Joaquim Guimarães Neto, o excesso de peso e a obesidade estão se tornando epidemia. "É preocupante porque o Brasil está caminhando para o índice elevado de obesidade, como já acontece em países como Chile e Estados Unidos. É necessário agir de forma integrada entre sociedade e governo.", afirma Guimarães Neto.

De acordo com o médico, esse aumento é acima de tudo um alto fator de risco para o surgimento de várias doenças. "O excesso de peso está diretamente associado à elevação da pressão arterial, aumento das gorduras no sangue, diminuição do colesterol bom, diabetes, inflamação do organismo, além do aumento dos derrames e complicações cardíacas. Esse crescimento da obesidade impacta na qualidade de vida do brasileiro, no aumento dos casos de internação e mortalidade da população."

E o problema é mundial. Segundo projeção da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2015 em todo o mundo, cerca de 2,3 bilhões de adultos vão estar com sobrepeso e mais de 700 milhões serão obesos.

A Obesidade
A obesidade é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal no indivíduo. Para o diagnóstico em adultos, o parâmetro utilizado mais comumente é o do índice de massa corporal (IMC). O IMC é calculado dividindo-se o peso do paciente pela sua altura elevada ao quadrado. Para ser considerado obeso, o IMC deve estar acima de 30.

Cirurgia Bariátrica
Nos últimos cinco anos, o número de cirurgias de redução de estômago aumentou quase 90% no Brasil. Porém, para o cirurgião bariátrico Joaquim Guimarães Neto, a operação deve ser o último recurso contra a obesidade, "O paciente deve tentar primeiro perder peso através da mudança de hábitos alimentares e exercícios físicos. Essa perda pode acontecer em dois anos. Caso não consiga, ele deve ir ao médico para avaliar se tem os requisitos para fazer a cirurgia. Mas reforço, somente em último caso."