Turista agradece guarda-vidas que salvou seus filhos de afogamento em praia de Mongaguá


167 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 11/01/2017 às 16:32
Turista agradece guarda-vidas que salvou seus filhos de afogamento em praia de Mongaguá Divulgação/Prefeitura Municipal de Mongaguá

MONGAGUÁ - Era para ser um dia de diversão na praia para a família Brito, que mora na capital paulista e decidiu passar o ano-novo com parentes em Mongaguá. Mas por pouco a alegria não deu lugar à tristeza. Uma mãe quase perdeu os dois filhos por afogamento, mas eles foram salvos pelo guarda-vidas Domingos Aroldo. Dias depois, a mulher promoveu o encontro de seus filhos com o profissional, além de terem enviado uma carta ao Corpo de Bombeiros agradecendo pelo salvamento.

O episódio ocorreu no dia 2 de janeiro, quando a turista Marli Aparecida curtia um banho de sol. Mas a nora dela correu em sua direção dizendo que seus dois filhos (Lucas e Pedro) estavam se afogando.

Desesperada, a mulher saiu correndo até a beira d’água para constatar o fato e deparou-se com o guarda-vidas promovendo o salvamento dos jovens. Ela percebeu então que Pedro se recuperava e agradeceu a Deus pela vida do filho. Lucas, no entanto, não reagia aos estímulos, o que fez Marli imaginar que o tinha perdido e ela acabou desmaiando.

“Quando recuperei minha consciência, ali mesmo na praia, vi que meus filhos estavam bem, recebendo os demais socorros. Foram salvos por um anjo. Um anjo chamado Domingos”, contou a mãe, que vive apenas com os dois filhos: “Eles são carinhosos, bondosos, inteligentes e não dão o menor trabalho. Eles são a razão do meu viver”, disse a turista.

Segundo ela, os jovens foram encaminhados pelas equipes do Samu a prontos-socorros diferentes, sendo que Lucas foi acompanhado pela namorada e ela ficou com Pedro. Lucas ficou apenas em observação e foi liberado em seguida. Pedro, porém, permaneceu internado pelo excesso de ingestão de água do mar, recebendo alta no dia seguinte.

“Que felicidade ter meus filhos de volta. Sou grata a Deus, em primeiro lugar, e ao guarda-vidas Domingos. Como eu disse a ele pessoalmente, seu ato salvou três vidas: a dos meus dois filhos e a minha, pois não conseguiria viver sem eles”, comentou emocionada Marli Aparecida.

Como aconteceu
Domingos Aroldo conta que o salvamento foi difícil, pois teve início na região de divisa entre os municípios de Mongaguá e Praia Grande, mas a correnteza puxou as vítimas para longe. “Foi muito rápido. Eu estava monitorando a área e apitando para aqueles que estavam se afastando demais da orla. Quando vi, os jovens já estavam em vias de afogamento”, relembrou.

Para ele, a maior dificuldade foi nadar para a parte rasa puxando as duas vítimas ao mesmo tempo, sendo que ambas se debatiam muito. “Foram instantes de muita tensão. Mas a calma e o equilíbrio que aprendi a ter, necessários em momentos assim, ajudaram muito. Os acalmei, disse que estava ali para ajudar e lhes assegurei que iríamos sair bem da água.”

Ainda conforme Aroldo, outro complicador naquele momento era o desgaste físico das vítimas. “Eu repetia: ‘Tenham força. Vai ficar tudo bem. Mas precisamos boiar’. Ainda assim, de vez em quando, eles afundavam. Foram segundos em que eu tinha de pensar sobre que procedimento aplicar e executar, ou até eu mesmo poderia me tornar vítima”, destacou.

Apaixonado por surfe, o guarda-vidas lembrou que algumas técnicas que aprendeu ao longo da vida, até por conta da prática esportiva, também contribuíram naquele momento extremo. “Quando firmei o pé na areia já me senti mais seguro e certo de que faltava pouco. Daí apareceu apoio, botes, ambulâncias e mesmo o helicóptero Águia da Polícia Militar”, contou.

Emocionado, Aroldo afirma ter ficado feliz e orgulhoso com o sucesso no salvamento. “Fui apenas um instrumento de Deus para estar ali, naquele momento, e poder ajudar aquelas pessoas a manterem suas vidas. Sobre a carta, fiquei muito honrado e agradecido. Foi uma alegria muito grande recebê-la. Acho até que ganhei novos amigos”, afirmou.

Após a devida recuperação dos filhos e antes de retornar para São Paulo, onde a família mora, Marli promoveu um encontro surpresa dos jovens com o guarda-vidas, nas proximidades do local em que tudo aconteceu.

A alegria do encontro foi registrada em fotos, que ilustraram uma emocionante carta de agradecimento enviada ao comando do Corpo de Bombeiros, do qual Domingos Aroldo é integrante.